PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

Funcionários públicos entram em greve na Argentina por melhores salários

10/09/2019 13h01

Buenos Aires, 10 set (EFE).- Os funcionários públicos da Argentina cruzaram os braços nesta terça-feira, em estado de greve, para reivindicar um reajuste de salários, devido a inflação no país, e a recontratação de demitidos nos últimos meses.

Estão previstos atos em todo o território argentino, convocados pela Associação de Trabalhadores do Estado e a Central dos Trabalhadores da Argentina Autônoma.

A paralisação acontece em meio ao agravamento da crise na Argentina, após a derrota do presidente Mauricio Macri nas eleições primárias realizadas em 11 de agosto. O valor do peso desabou, com relação ao dólar, assim como as bolsas de valores locais.

O último dado disponível de inflação, de julho, aponta para acumulado de 54,5% neste ano, mas existe expectativa de que tenha havido aceleração desde o resultado pleito.

Na Argentina, cada setor tem sindicatos que negociam com os órgãos públicos os aumentos de salário. Muitas dessas negociações, ficaram desatualizados nos dois últimos anos, devido o crescimento da inflação acima dos parâmetros estipulados.

A manifestação em Buenos Aires seguirá um dos percursos habituais dos atos, desde a Avenida 9 de Julho até a Praça de Maio, onde é localizada a sede do governo da Argentina.

Nas últimas semanas, diversos setores vêm protestando contra o governo, devido a situação econômica e social. EFE