PUBLICIDADE
IPCA
0,87 Ago.2021
Topo

EUA confirmam crescimento econômico modesto de 2,3% em 2019

27/02/2020 18h36

Washington, 27 fev (EFE).- O governo dos Estados Unidos confirmou nesta quinta-feira que a economia do país cresceu a uma taxa de 2,3% em 2019, um número modesto que está longe das promessas do presidente Donald Trump e agora está ameaçado pelos efeitos previsíveis da epidemia do novo coronavírus, que já está abalando os mercados.

De acordo com a segunda estimativa da evolução do produto interno bruto (PIB), a economia americana, que havia iniciado o ano de 2019 com crescimento próximo de 3%, encerrou o ano com avanço trimestral de 2,1%, confirmando uma tendência de desaceleração que deverá ser mais pronunciada em 2020.

Além disso, esse crescimento econômico foi o menor registrado nos Estados Unidos desde a chegada de Trump à Casa Branca, em janeiro de 2017, que havia prometido manter a economia avançando a velocidades entre 3 e 4% durante seu mandato.

Trump, que o mais próximo que esteve de cumprir essas previsões foi em 2018, quando a economia avançou 2,9%, culpou o Federal Reserve por impedir a aplicação da política de estímulo que ele deseja.

Também ontem, durante entrevista coletiva para discutir a ameaça do coronavírus, ele reclamou novamente que os Estados Unidos estão em desvantagem em relação à União Europeia devido à força do dólar e às taxas de juros praticamente nulas no bloco europeu.

Para Trump, a redução das taxas de juros de referência três vezes no ano passado não é suficiente para reforçar a atual expansão econômica da economia líder mundial, que já vem experimentando 11 anos de crescimento econômico contínuo.

Os números da evolução do PIB anunciados hoje pelo Departamento de Comércio, na segunda de suas três estimativas, não surpreenderam analistas privados, que já haviam antecipado que a desaceleração registrada seria confirmada e que o crescimento da atividade permaneceria inalterado em relação ao que tinha sido previsto.

PUBLICIDADE