PUBLICIDADE
IPCA
0,24 Ago.2020
Topo

Santander doa R$ 10 milhões para ajudar pequenas e médias empresas de São Paulo durante pandemia

21/08/2020 17h28

São Paulo, 21 ago (EFE).- O Santander Brasil doou R$ 10 milhões para facilitar o acesso ao crédito por parte de pequenas e médias empresas de São Paulo durante a pandemia do coronavírus, que impactou fortemente a economia mundial.

Dessa forma, o banco passa a fazer parte do movimento "Estímulo 2020", associação sem fins lucrativos que reúne executivos, empresários e instituições interessados em apoiar pequenos empreendedores durante a crise causada pela Covid-19.

"É nosso papel, como banco, explorar todas as formas de apoio que pudermos oferecer aos pequenos negócios do país. Embora sejam grandes geradores de emprego e renda, esses empreendedores são também os mais sujeitos aos desafios deste momento que atravessamos", afirmou o presidente do Santander Brasil, Sérgio Rial, através de um comunicado.

Os empreendedores interessados em obter o crédito devem se inscrever no site da Estímulo 2020, que será responsável por seleccionar os beneficiários.

Após o cadastro, os empreendedores terão aulas, a distancia, sobre temas como gestão de negócios e de fluxo de Caixa, e deverão ser aprovados em um teste que confirmará sua participação na etapa de capacitação.

Outros critérios para a seleção dos beneficiados, segundo explicou o Santander, serão o faturamento no último ano -entre R$ 360 mil e R$ 2 milhões-, e o setor de atuação, "com preferência para os mais sensíveis ao momento atual".

Uma vez aprovado, o crédito será depositado em uma conta do Santander, e estará limitado a um mês de faturamento (pré-pandemia), com carência de três meses e prazo de até 15 meses para efetuar o pagamento, com uma taxa de juros de 6,55% ao ano.

"Iniciativas desta natureza têm um efeito multiplicador muito importante, porque seus benefícios tendem a permear todo o tecido social brasileiro", ressaltou Rial.

Lançado em maio deste ano em São Paulo, o Estímulo 2020 é o primeiro fundo 100% privado do Brasil de apoio a pequenos negócios.

Em apenas quatro meses, a iniciativa já concedeu mais de 500 empréstimos e arrecadou R$ 140 milhões para colocar à disposição dos empreendedores, não só em São Paulo mas também em Minas Gerais e no Rio de Janeiro.

De acordo com o comunicado, com a expansão para o Rio e o reforço do Santander para São Paulo, a expectativa é manter o fluxo de recursos disponível enquanto perdurarem os efeitos da crise e fazer o dinheiro chegar mais rapidamente às mãos de quem precisa.

Para o idealizador do projeto, Eduardo Mufarej, do fundo de investimentos de impacto GK Ventures, é "uma honra contar com o apoio e a confiança do Santander" e poder "unir" todos aqueles que sabem que a força da economia nacional está nas pequenas e médias empresas.

"Fico muito feliz por termos tido o pioneirismo nesse tipo de iniciativa, que foi abraçada por inúmeros parceiros em São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais", disse Mufarej no comunicado.