PUBLICIDADE
IPCA
0,87 Ago.2021
Topo

Espanha aumenta restrições a voos procedentes de Brasil e África do Sul

02/02/2021 15h40

Madri, 2 fev (EFE).- A Espanha proibiu a entrada de passageiros de voos procedentes de Brasil e África do Sul, com exceção de cidadãos espanhóis ou residentes no país e em Andorra.

A decisão aprovada nesta terça-feira pelo governo da Espanha se deve às variantes do novo coronavírus detectadas nos dois países.

A medida entrará em vigor às 9h desta quarta-feira (horário de Madri; 5h de Brasília) e ficará em vigor por 14 dias, até as 9h (5h de Brasília) de 17 de fevereiro, e poderá ser prorrogada dependendo da evolução da pandemia, disse hoje a porta-voz do governo, Maria Jesus Montero, após reunião do Conselho de Ministros.

Durante esse período, voos do Brasil e da África do Sul poderão chegar à Espanha somente ocupados por cidadãos espanhóis ou de Andorra ou residentes nos dois países, ou por passageiros em trânsito internacional para um país fora do espaço Schengen (área comum da União Europeia) que fará uma escala de menos de 24 horas e sem sair da zona de segurança do aeroporto.

Montero explicou que as medidas fazem parte "da ação decisiva do governo para proteger a saúde dos cidadãos e conter a progressão da doença", de acordo com as recomendações da União Europeia.

Além destas restrições, a Espanha exige desde 23 de novembro um teste PCR negativo aos passageiros que entram por vias aérea ou marítima provenientes de países em risco de coronavírus, um teste que deve ser realizado 72 horas antes do desembarque.

Atualmente, a medida afeta pessoas procedentes de 58 países de fora da Europa. Além do Brasil, estão entre eles Argentina, Bolívia, Chile, Colômbia, Costa Rica, Panamá e Uruguai. A partir da próxima segunda-feira, serão incluídos na lista Cuba, Equador, México, Paraguai, Peru e República Dominicana.

PUBLICIDADE