PUBLICIDADE
IPCA
1,25 Out.2021
Topo

Espanha estende restrições para viajantes do Brasil, R. Unido e África do Sul

27/02/2021 00h26

Madri, 26 fev (EFE).- As restrições de entrada na Espanha para viajantes do Brasil, Reino Unido e África do Sul, chegando tanto por avião quanto de barco, se estendem de 2 a 16 de março, devido às variantes do coronavírus nesses países.

De acordo com um acordo governamental que entrou em vigor nesta sexta-feira, apenas poderão entrar na Espanha os cidadãos ou residentes deste país e do Principado de Andorra.

A porta-voz do governo María Jesús Montero anunciou na última terça, após reunião do Conselho de Ministros, a aprovação da nova prorrogação, cujo objetivo é prevenir infecções das novas variantes do coronavírus, para contê-las "na medida do possível".

Os voos de aeroportos britânicos para a Espanha, com ou sem escalas intermédias, só podem ser efetuados quando transportem exclusivamente espanhóis ou andorranos, ou residentes dos dois países, e o mesmo ocorre com os navios de passageiros que prestam serviço regular de linha entre portos do Reino Unido e Espanha que embarcaram passageiros em portos britânicos.

Na Espanha, foi detectado um aumento dos casos associados à nova variante britânica com uma grande dispersão geográfica pelo país e uma incidência especial em regiões como a Andaluzia (sul).

A mesma restrição se aplica a aviões e navios do Brasil e da África do Sul, com exceção de passageiros em trânsito internacional para um país não-Schengen com escala inferior a 24 horas sem sair da zona de trânsito do aeroporto espanhol.

No entanto, existem algumas exceções a essas limitações, uma vez que o Ministério da Saúde pode autorizar voos de aeronaves ou entrada de navios de vez em quando por motivos justificados.

Além das restrições de voos, a partir do último dia 22, quem chegar à Espanha procedente do Brasil e da África do Sul deverá cumprir uma quarentena de 10 dias a partir de sua chegada ou durante toda a estadia, se for inferior a esse período.

No entanto, a quarentena pode ser reduzida se o teste PCR for negativo no sétimo dia.

PUBLICIDADE