IPCA
0,46 Jul.2024
Topo

Meta reabrirá escritórios em janeiro, mas permitirá home office até junho

08/12/2021 23h39

Washington, 8 dez (EFE).- Meta, o conglomerado que reúne Facebook, Whatsapp e Instagram, anunciou nesta quarta-feira que reabrirá seus escritórios nos Estados Unidos no dia 31 de janeiro, mas que permitirá que os funcionários continuem trabalhando de casa até junho, se quiserem.

A empresa liderada por Mark Zuckerberg segue os passos do Google, que na semana passada adiou indefinidamente o retorno dos trabalhadores ao escritório devido ao surto da variante ômicron do coronavírus causador da covid-19.

"Reconhecemos que alguns dos nossos empregados não estão prontos para voltar, por isso continuamos a oferecer várias opções para que possam escolher o que funciona melhor para eles e tomem decisões informadas sobre de onde trabalhar", disse a vice-presidente de recursos humanos da Meta, Janelle Gale, em comunicado.

Como Zuckerberg observou pouco depois de a pandemia ter sido declarada no ano passado, os diretores da Meta querem que o trabalho a distância seja instalado na empresa e que metade dos funcionários trabalhe permanentemente de casa até 2030.

Dessa forma, os funcionários que assim desejarem, podem já solicitar a mudança para 100% remoto de modo permanente e, se o pedido for aprovado, não terão de se preocupar em regressar ao escritório.

No entanto, os funcionários que não pedirem, ou cujo pedido não for aceito, terão de retornar ao escritório. É para estes casos que foram criadas exceções que permitem adiar o retorno por três a cinco meses a partir do final de janeiro (ou seja, até junho).

Meta tem atualmente cerca de 60 mil funcionários espalhados pelos EUA e outras partes do mundo, embora a maior concentração de trabalhadores se encontre na sede da empresa em Menlo Park, na Califórnia. EFE

arc/vnm