PUBLICIDADE
IPCA
1,06 Abr.2022
Topo

Ações da Tesla caem 11% em Wall Street após compra do Twitter por Musk

Fachada da Tesla em Fremont, Califórnia (EUA) - JUSTIN SULLIVAN / GETTY IMAGES NORTH AMERICA / Getty Images via AFP
Fachada da Tesla em Fremont, Califórnia (EUA) Imagem: JUSTIN SULLIVAN / GETTY IMAGES NORTH AMERICA / Getty Images via AFP

26/04/2022 19h20

Nova York, 26 abr (EFE).- As ações da Tesla caíram 11% em Wall Street nesta terça-feira e arrastaram outras grandes empresas de tecnologia que fazem parte do índice Nasdaq, um dia depois que seu presidente-executivo e fundador, Elon Musk, fechou um acordo para comprar o Twitter por cerca de US$ 44 bilhões.

A empresa de veículos elétricos de Musk perdeu 11,06%, ou mais de US$ 110 do valor de suas ações, no meio da sessão, enquanto o Twitter registrava queda de 3,50%, assim como outras grandes tecnológicas, como Netflix (-4,9%), Amazon (-4%), Alphabet (-3,2%) , Apple (-2,7%) e Meta (-2%).

Segundo analistas, a queda da Tesla responde à preocupação do mercado com a parte financeira do acordo, uma vez que Musk disse ter cerca de US$ 46,5 bilhões para realizar a compra, dos quais US$ 12,5 bilhões são empréstimos relacionados à empresa de veículos.

Musk é o homem mais rico do mundo com um patrimônio líquido de mais de US$ 264 bilhões, mas quase todo esse dinheiro está vinculado à sua participação na Tesla, que tem um valor de mercado de cerca de US$ 1 trilhão e na qual ele é o acionista majoritário com 17% de participação.

A expectativa é que a operação de compra, na qual Musk pagará US$ 54,20 por cada ação do Twitter, seja concluída ainda este ano após receber sinal verde de acionistas, entidades reguladoras e outros procedimentos habituais, de acordo com detalhes fornecidos sobre o acordo.