PUBLICIDADE
IPCA
1,06 Abr.2022
Topo

Boric anuncia projeto de US$ 400 milhões para conter alta da energia no Chile

02/05/2022 19h23

Santiago do Chile, 2 mai (EFE).- O presidente do Chile, Gabriel Boric, anunciou nesta segunda-feira um projeto de lei que injeta US$ 400 milhões (R$ 1,96 bilhão) no Fundo de Estabilização de Preços do Petróleo do país, para conter a alta de recursos energéticos em meio a um histórico período de inflação.

"Sabemos que é um começo, estamos abrindo uma porta: durante muito tempo, nos disseram que o Estado não podia distribuir e o que estamos demonstrando com essa iniciativa é que o Estado pode assumir este trabalho e lutar para que os preços baixem", afirmou o chefe de Estado.

"As trabalhadoras e os trabalhadores do Chile merecem mais, e temos que redistribuir de maneira mais justa as riquezas. Nos próximos dias, vamos enviar um projeto de estabilização das contas de eletricidade, para evitar uma alta brusca no preço da luz", completou Boric.

Além disso, no marco de um pacote de medidas para impulsionar a recuperação econômica equivalente a US$ 3,7 bilhões (R$ 18,2 bilhões), o presidente antecipou a apresentação de um terceiro projeto de lei para buscar "melhorar a concorrência no mercado do gás".

"Não queremos nenhum tipo de conluio", disse o chefe de Estado, fazendo referência às irregularidades detectadas por uma comissão investigadora da Procuradoria Nacional Econômica, que são negadas por empresas envolvidas.

"Podemos garantir para as pessoas que não irão continuar os aumentos. Estamos nos preocupado com os bolsos das famílias, em um assunto importante como a energia", disse Boric.

O Chile, que tem uma das campanhas de vacinação mais avançadas do mundo, tem previsão de crescimento econômico variando de 1% a 2% em 2022, segundo o Banco Central do país, depois de uma alta de 11,7% no ano passado. EFE