PUBLICIDADE
IPCA
-0,68 Jul.2022
Topo

Paraguai confirma ausência de Bolsonaro em cúpula do Mercosul

O presidente Jair Bolsonaro (PL) - Clauber Cleber Caetano/PR
O presidente Jair Bolsonaro (PL) Imagem: Clauber Cleber Caetano/PR

20/07/2022 17h55Atualizada em 20/07/2022 18h09

Assunção, 20 jul (EFE).- O ministro do Interior do Paraguai, Federico González, confirmou nesta quarta-feira a ausência do presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, na cúpula de chefes de Estado do Mercosul, que será realizada amanhã na cidade de Luque.

"Em cada evento de cúpula ou reunião internacional há sempre a possibilidade de que um ou mais (dos líderes convidados) não compareça, disse González em entrevista coletiva no Palácio do Governo, em Assunção.

González afirmou que o Brasil será representado no encontro, o primeiro presencial do tipo desde o início da pandemia de covid-19, pelo chanceler Carlos Alberto França.

"A posição do Brasil, que é semelhante à do Paraguai, é continuar fortalecendo este processo de integração e que devemos sempre negociar como um bloco", acrescentou.

Ele também disse que a participação dos presidentes da Argentina, Alberto Fernández; do Uruguai, Luis Lacalle Pou; do primeiro-ministro da Guiana, Mark Phillips, e da vice-presidente da Colômbia, Marta Lucía Ramírez, entre outros, foi confirmada.

Representantes dos países do Mercosul estão reunidos desde esta quarta-feira na cidade de Luque, perto da capital paraguaia.

A reunião será marcada pelo recente anúncio do Uruguai de que iniciará conversas com a China visando a assinatura de um Tratado de Livre Comércio (TLC).

No entanto, o presidente uruguaio, Luis Lacalle Pou, esclareceu na última segunda-feira que a ideia de seu país é que o bloco "avance junto" nas negociações, com um acordo bilateral ficando como um plano B.

"O Mercosul tem muito mais poder de negociação como um todo do que apenas o Uruguai", disse Lacalle Pou.