Bolsas

Câmbio

Espanha: Rajoy alerta para consequências econômicas de separação da Catalunha

Barcelona

O primeiro-ministro da Espanha, Mariano Rajoy, alertou os líderes empresariais da Catalunha neste sábado das "terríveis consequências econômicas" se os separatistas ganharem independência para a região.

Falando na cidade costeira de Sitges, Rajoy disse ao grupo empresarial do Círculo de Economia que se a Catalunha se apartar da Espanha, a região poderia perder até 30% do seu PIB e teria de procurar readmissão para a União Europeia. A Catalunha representa 20% do PIB da Espanha e uma população superior a sete milhões de pessoas.

Rajoy comparou a campanha para o referendo sobre a independência à recente votação no Reino Unido para deixar a União Europeia. "Os britânicos foram informados de que o Brexit seria ótimo, e mais tarde alguns deles viram que isso era um exagero e que tinham acreditado em mentiras", disse Rajoy.

O primeiro-ministro reiterou sua promessa de que seu governo não permitirá o referendo, que ele chamou de inconstitucional. "Não vou autorizar um referendo sobre a independência porque eu não quero e porque não posso fazê-lo", disse Rajoy. O governo catalão disse que vai realizar a votação de qualquer maneira em setembro.

O presidente do Círculo de Economia, Juan José Bruguera, pediu a Rajoy que resolvesse o conflito político encontrando "meios alternativos que não sejam apenas negros e brancos". Também neste sábado, as organizações populares separatistas reuniram-se em Barcelona para exigir que o governo regional anuncie uma data para o referendo. Fonte: Associated Press.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos