Bolsas

Câmbio

Conta de luz aumenta 8,98% no IPCA de maio e gera maior impacto de alta

Vinicius Neder

Rio

O aumento de 8,98% nas contas de luz teve o maior impacto de alta no Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) de maio, acrescentando 0,29 ponto porcentual ao indicador. Com isso, o grupo Habitação avançou 2,14% no IPCA de maio, maior impacto de alta.

Embora a energia elétrica tenha sido, sozinha, responsável pela aceleração do IPCA de 0,14% em abril para 0,31% em maio, a coordenadora de Índices de Preços do IBGE, Eulina Nunes dos Santos, destacou que essa pressão é pontual.

"Foi um fato que fez reverter o que tinha acontecido no mês anterior", disse Eulina.

Em abril, a energia elétrica puxou o IPCA para baixo, por causa da devolução, nas contas de luz, de cobrança indevida referente ao custo da energia da usina nuclear Angra 3, ainda em construção. "Assim como puxou pra baixo (em abril), puxou pra cima (em maio)", disse Eulina, destacando o efeito da base de comparação.

A pesquisadora citou a demanda em queda e a supersafra de grãos como motivos para manter a inflação comportada. "A demanda está segurando fortemente os preços. São 14 milhões de desempregados", afirmou Eulina, lembrando que as projeções apontam para uma safra "imensa" em 2017.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos