Bolsas

Câmbio

Reforma trabalhista

Reforma trabalhista pode ser aprovada por 16 a 10 na CCJ, diz Ferraço

Daniel Weterman e André Ítalo Rocha

São Paulo

  • Getty Images/iStockphoto

O relator da reforma trabalhista em duas comissões no Senado, Ricardo Ferraço (PSDB-CE), afirmou nesta segunda-feira (26) em evento na Fiesp (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo), que a proposta deve ser aprovada na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Casa por 16 votos a 10.

A comissão deve apreciar na próxima quarta-feira (28) o relatório do senador Romero Jucá (PMDB-RR), que confirma o parecer feito por Ferraço ao projeto e que deve ser encaminhado para o plenário.

Após derrota parcial na Comissão de Assuntos Sociais (CAS) na semana passada, Ferraço disse que a eventual denúncia contra o presidente Michel Temer (PMDB), a ser apreciada pela Câmara, deve respingar no Senado e "atrapalhar tudo", mas que os líderes da base vão trabalhar para aprovar a reforma trabalhista no plenário.

O relator disse que o texto deve ser aprovado no plenário com uma "votação muito sólida" até o dia 4 ou 5 de julho. Ele considera, no entanto, que a situação do governo está piorando e pode atrapalhar a tramitação.

"A situação do presidente se deteriora com muita velocidade", afirmou o senador. "Mas vamos trabalhar para (a situação) não atrapalhar (a reforma trabalhista)", destacou.

"Olha o machismo e se cuida", diz Marta a Lindbergh em sessão sobre reforma

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos