PUBLICIDADE
IPCA
1,35% Dez.2020
Topo

BoJ dará detalhes sobre retirada de estímulos no momento certo, diz Kuroda

Tóquio

22/05/2018 05h09

O presidente do Banco do Japão (BoJ, na sigla em inglês), Haruhiko Kuroda, disse nesta terça-feira que a instituição dará detalhes sobre como pretende reverter sua agressiva política de estímulos monetários quando a inflação estiver para se aproximar da meta oficial de 2%.

"Planejamos comunicar detalhes de nossos planos de saída uma vez que a inflação avançar para 2%", disse Kuroda no Parlamento do país.

Kuroda acrescentou, porém, que ainda é muito cedo para discutir formas específicas de encerrar o relaxamento monetário. A taxa anual de inflação subjacente do Japão, que desconsidera os preços de alimentos frescos, desacelerou de 0,9% em março para 0,7% em abril.

Como a inflação permanece muito abaixo da meta de 2% do BoJ, Kuroda reiterou que o banco central japonês irá manter a atual postura acomodatícia, mas também levará em consideração quaisquer efeitos colaterais de sua política. Fonte: Dow Jones Newswires.