PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

Itaú BBA avalia que entre 5 a 10 ofertas de ações em 2018 será bom resultado

Fernanda Guimarães

São Paulo

16/08/2018 11h35

Se o mercado brasileiro for palco de cinco a dez operações com ações em 2018, entre ofertas iniciais de ações (IPO, na sigla em inglês) e subsequentes (follow on), o resultado poderá ser considerado "bom", disse o responsável pelo banco de investimento do Itaú BBA, Rodderick Greenlees, em conversa com jornalistas. As ofertas neste semestre poderão ocorrer também em bolsas estrangeiras.

Nesse cálculo já estão inclusas as quatro empresas brasileiras que abriram capital neste ano, a PagSeguro, que escolheu os Estados Unidos para seu IPO, Intermédica Notredame, Hapvida e Banco Inter.

Greenlees lembra que, em 2017, foram 27 ofertas, o que mostra a dificuldade observada neste ano. Das operações das companhias brasileiras em 2017, o executivo lembra que 10% ocorreram fora do Brasil. Para este ano, a proporção deve ser maior, comenta. Uma das razões é o peso da oferta da PagSeguro em Nova York, que movimentou mais de R$ 7 bilhões já no início do ano.

O executivo do Itaú BBA comenta que as empresas que buscarem aproveitar o mercado ainda neste ano e fazer, por exemplo, um IPO em dezembro, terão que fazer o registro junto à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) entre o primeiro e segundo turnos das eleições. "Assim, a empresa compra a opção para realizar a oferta", disse.