ipca
0,45 Out.2018
selic
6,5 31.Out.2018
Topo

Aneel aprova reajuste médio de 38,50% nas tarifas da Boa Vista Energia

Anne Warth

Brasília

30/10/2018 15h35

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou nesta terça-feira, 30, um reajuste médio de 38,50% nas tarifas da Boa Vista Energia. Para consumidores conectados à alta tensão, o aumento será de 37,03%, e para a baixa tensão, a alta será de 38,90%.

Do total, 14 pontos porcentuais dizem respeito ao reajuste do ano passado, que foi diferido para evitar que o impacto aos consumidores fosse muito elevado. Esse reajuste, que seria de 54% em 2017, acabou limitado a 35,26% na época, e o restante será repassado agora.

Relator do processo, o diretor Sandoval de Araújo Feitosa destacou que uma das razões que explicam o alto índice aprovado é o fato de Roraima ser o único Estado fora do Sistema Interligado Nacional (SIN). Isso significa que o Estado é abastecido majoritariamente por usinas termelétricas, que geram energia mais cara. Parte desse custo é bancado por consumidores de todo o País, que pagam mais caro para subsidiar a tarifa da Boa Vista Energia.

Feitosa cobrou também agilidade nos entendimentos para a construção da linha de transmissão que vai conectar Boa Vista a Manaus. A linha foi licitada em 2011, mas atrasou devido a uma divergência com os índios Waimiri Atroari, que vivem na região e são contra a passagem da linha onde vivem. O projeto prevê que a linha seja construída às margens de uma rodovia que cruza a reserva.

As novas tarifas vigoram a partir de 1º de novembro. A Boa Vista Energia foi leiloada em agosto. A empresa pertencia à Eletrobras e foi comprada pelo grupo Oliveira Energia. A distribuidora atende 165 mil unidades consumidoras.

Mais Economia