PUBLICIDADE
IPCA
0,24 Ago.2020
Topo

Secretário vê fusão de pastas como senha para maior abertura comercial

Renata Batista e Vinícius Neder

Rio

21/11/2018 14h43

O titular da Secretaria de Assuntos Estratégicos (SAE) do governo de Michel Temer, Hussein Kalout, disse nesta quarta-feira, 21, que a fusão de pastas no superministério da Economia pode ser "a senha" para uma maior abertura comercial do Brasil. Ele reforçou críticas recentes do futuro ministro Paulo Guedes sobre o Ministério do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços (MDIC).

"O MIDC, nos últimos anos, acabou sendo capturado por alguns setores", disse, criticando o que chamou de "gambiarras de distorção comercial". "São criadas com objetivos de retardar o processo de abertura comercial", completou.

Segundo o secretário, segmentos industriais passaram a pressionar pelo retardamento do processo de abertura, após a SAE divulgar estudos sobre tais propostas. "Determinados setores não estão só fechados. Eles têm o monopólio", resumiu.

Kalout disso ter defendido, para a nova equipe, a redução para 4% das tarifas de importação de bens de capital e bens de informática, que hoje estão em 12%. "Estamos tributando tecnologias que nem produzimos. Isso impacta nosso salto tecnológico", disse, qualificando a proposta de meramente "administrativa".