PUBLICIDADE
IPCA
+0,25 Jan.2021
Topo

Líder do PSL deixa a reunião com Marinho e diz que diálogo continua

Camila Turtelli e Daniel Weterman

Brasília

17/04/2019 16h10

Após uma hora e meia de reunião, o líder do PSL na Câmara, Delegado Waldir (GO), deixou no período da tarde desta quarta-feira, 17, o encontro com o secretário especial da Previdência, Rogério Marinho. Ele não deu detalhes sobre a reunião, mas disse que lá dentro o diálogo continua. Waldir foi o primeiro a chegar no local.

A reunião foi marcada entre os líderes da Câmara e Marinho para debater mudanças na reforma da previdência ainda na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ). Porém, a audiência está esvaziada de lideranças. Além de Waldir, que já deixou o local, participam o líder do PP, Arthur Lira (AL), o líder do Novo, Marcel Van Hatten (RS), e o líder do governo na Câmara, Major Vitor Hugo (GO), e o vice-líder do governo, Darcísio Perondi (MDB-RS).

A líder do governo no Congresso, Joice Hasselmann (PSL-SP), está sendo representada pelo seu chefe de gabinete.

Além das lideranças, estão presentes alguns integrantes da CCJ, como o presidente da comissão, deputado Felipe Francischini (PSL-PR), e o relator da PEC na CCJ, deputado Marcelo Freitas (PSL-MG).

Segundo fontes, estão sendo debatidos os cinco pontos do texto da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) da reforma da Previdência que os partidos pretendem mudar. São eles: o fim da multa do FGTS paga a quem já é aposentado no caso de demissão, o abono salarial, a questão do Foro Nacional do Distrito Federal para a propositura de ações contra a União, e a possibilidade de se alterar a idade máxima dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) por meio de projeto de lei complementar, além da desconstitucionalização da Previdência.

De acordo com essas fontes, haveria consenso sobre dois deles, sendo um deles a questão do Foro Nacional do Distrito Federal para a propositura de ações contra a União.