PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

Consumo aparente de bens industriais sobe 9,3% em janeiro ante dezembro

Vinicius Neder

Rio

17/03/2020 11h45

Antes dos impactos negativos da pandemia do novo coronavírus sobre a economia, o consumo aparente de bens industriais avançou no Brasil em janeiro. O Indicador Ipea de Consumo Aparente de Bens Industriais cresceu 9,3% em janeiro ante dezembro de 2019, informou nesta terça-feira, 17, o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea).

No trimestre móvel encerrado em janeiro houve recuo de 4,3%, ainda afetado pelas quedas de 3,1% e 8,3% ocorridas nos dois meses anteriores. Na comparação com janeiro de 2019, a demanda cresceu 5,4%.

O indicador mede a produção industrial interna não exportada, acrescida das importações. Em janeiro, o resultado foi positivo em todos os componentes do consumo aparente: avanço de 8% na demanda por bens industriais e de 14,6% nas importações de bens industriais.

Conforme o Ipea, o bom desempenho de janeiro foi disseminado entre os segmentos. Houve alta de 18,3% nos bens de capital e 5,8% nos bens intermediários. A variação negativa ficou por conta dos bens de consumo semi e não duráveis, com queda de 1,5% ante dezembro de 2019.

Na desagregação por classes de produção, a demanda interna por bens da indústria de transformação cresceu 6,2% em janeiro ante dezembro e a indústria extrativa mineral avançou 23,3% no mesmo período.

Dezessete dos 22 segmentos da indústria de transformação avançaram, com destaque positivo para o segmento outros equipamentos de transporte, com alta de 31,9%.

Na comparação com janeiro de 2019, 14 segmentos tiveram variação positiva, com destaque também para outros segmentos de transporte, que cresceu 97,7%, influenciado pela importação de plataformas de petróleo.