PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

CCR vai fornecer informação de movimento em todas as concessões sob sua gestão

Cynthia Decloedt

São Paulo

22/03/2020 15h21

A concessionária CCR comunicou que começará a divulgar semanalmente em seu site, e de forma agregada por divisão, informações sobre a movimentação nas concessões sob sua gestão. De acordo com documento encaminhado à Comissão de Valores Mobiliários, tal procedimento tem por objetivo propiciar aos investidores e ao mercado em geral informações sobre os impactos de curto prazo relacionados ao coronavírus em suas concessões. As divisões são a CCR Mobilidade, que opera a Via Quatro, a CCR Barcas, o VLT Carioca e Metrô Bahia; a CCR Aeroportos, que opera o BH Aeroporto e aeroportos no Equador, Costa Rica e Curaçao; CCR Infra São Paulo, responsável pelas rodovias da AutoBan e Viaoeste e outras rodovias e a LAM Vias, que abrange a Nova Dutra, Rodonorte e a MS Via.

A CCR acrescenta que estas informações de movimentação em bases semanais, e sua comparação com os mesmos dias do ano anterior, estão sujeitas a inúmeros fatores que dificultam a interpretação, tais como feriados e condições climáticas. Além disso, a própria natureza das concessões é de negócio que tem um horizonte de longo prazo. São essas razões que fazem com que a CCR não considere essas informações relevantes para que os investidores e o mercado em geral possam tomar decisões a respeito da compra, manutenção ou venda das suas ações.

"Entretanto, os tempos atuais não são tempos normais, e a CCR, comprometida com a transparência que pauta a sua atuação, tomou a decisão de adotar esse procedimento, que será mantido enquanto estivermos vivendo esse momento de grandes incertezas e volatilidade."

A CCR lembra que as informações consolidadas de tráfego das rodovias serão divulgadas na forma de eixos equivalentes, as de mobilidade urbana em termos de passageiros transportados, e as de aeroporto em número de passageiros embarcados. O boletim semanal será divulgado no site da CCR durante o final de semana, e irá abranger o período de sete dias compreendido entre a sexta-feira da semana antecedente e a quinta-feira mais recente.