PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

Sachsida: Em 1 ou 2 semanas devemos ter anúncio mais sólido para MPEs

Francisco Carlos de Assis e André Ítalo Rocha

17/04/2020 21h47

O secretário de Política Econômica do Ministério da Economia, Adolfo Sachsida, disse há pouco que sua secretaria vai desenhar medidas para abertura de linhas de crédito para as pequenas companhias, para que essas não tenham que competir com as grandes empresas. "Em 1 ou 2 semanas devemos ter anuncio mais sólido para micro e pequenas empresas.

"Quando empresas grandes tomam crédito para se proteger, fica mais difícil para as menores", disse Sachsida durante live organizada nesta sexta-feira, 17, pelo Jota World Best Digital News.

Funcionalismo

Sachsida voltou a defender o congelamento de salários no funcionalismo público, como já o tinha feito no começo da semana. "Eu acho aceitável congelar os salários do setor público acima de R$ 20 mil por uns dos anos", disse o secretário. Sachsida pensa da mesma forma que pensa seu colega secretário do Tesouro Nacional, Mansueto Almeida, que também nesta semana defendeu o congelamento dos altos salários do setor público neste momento de crise.

Sachsida entende que a parte do funcionalismo que ganha acima de R$ 20 mil e que tem estabilidade de emprego, numa economia cuja inflação não deve ultrapassar a marca de 3% neste ano, deveria sim contribuir para ajudar a amenizar os impactos da crise econômica que foi, agora, agravada pela pandemia do coronavírus.

O secretário disse entender e compreender que tem categorias no funcionalismo público que até precisariam ter aumento de salário, mas foi enfático ao reafirmar que não vê nenhum problema em os altos salários ficarem congelados por uns dois anos.