PUBLICIDADE
IPCA
0,24 Ago.2020
Topo

Fed vê efeito 'substancial' da pandemia e projeta recuperação mais fraca do PIB

Eduardo Gayer, André Marinho e Matheus Andrade

São Paulo

19/08/2020 17h58

Em sua análise sobre a perspectiva econômica para os EUA, apresentada na última reunião de política monetária do Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano), a equipe de economistas da instituição avaliou que a pandemia de covid-19 segue com um efeito "substancial" na atividade econômica dos Estados Unidos e no exterior. A avaliação aponta que ocorreram avanços consideráveis no mercado de trabalho em junho, com alguns indicadores demonstrando desaceleração desde o meio do mês, mas ainda sendo considerada forte.

Nesse contexto, a equipe adverte: "A taxa projetada de recuperação no PIB real, e o ritmo dos declínios na taxa de desemprego, ao longo do segundo semestre deste ano, devem ser um pouco menos robustos do que na previsão anterior."

Os indicadores sobre investimentos em ativos fixos sugerem que o investimento em geral ainda não começou a se recuperar, mas que o ritmo do declínio tornou-se mais moderado, nos meses mais recentes.

Além disso, a ata aponta que as condições financeiras para as pequenas empresas continuam apertadas, embora a necessidade de crédito delas seja alta no quadro atual.

A contínua incerteza sobre a pandemia foi também destaque para a equipe, com economias emergentes lutando para combater o vírus, enquanto outros países, que o haviam contido, sofriam novas ondas de infecções.