PUBLICIDADE
IPCA
0,24 Ago.2020
Topo

ANP: preço médio do etanol subiu em 12 estados e no DF na semana

Único estado que manteve estável o preço do combustível foi o Amapá - Sergio Moraes
Único estado que manteve estável o preço do combustível foi o Amapá Imagem: Sergio Moraes

21/08/2020 20h05

Os preços médios do etanol hidratado subiram em 12 estados e no Distrito Federal nesta semana, de acordo com levantamento da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) compilado pelo AE-Taxas. A cotação do biocombustível caiu em outros 13 estados e ficou estável no Amapá.

Nos postos pesquisados pela ANP em todo o país, o preço médio do etanol subiu 0,47%, a R$ 2,782, em comparação aos R$ 2,769 na semana anterior. Em relação aos últimos 30 dias, a alta foi de 1,64%, quando o preço era de R$ 2,737.

Em São Paulo, principal Estado produtor, consumidor e com mais postos avaliados, a cotação média do hidratado ficou em R$ 2,571, representando elevação de 0,23% ante a semana anterior (R$ 2,565) e subiu 1,50% na comparação com os últimos 30 dias (R$ 2,533).

Em Goiás, o biocombustível registrou a maior alta porcentual na semana, de 2,94%, para R$ 2,903. A maior queda semanal, de 3,71%, foi verificada no Piauí, a R$ 3,322.

Na comparação mensal, os preços do etanol caíram em oito estados e subiram em 17 e no Distrito Federal. Não se alteraram no Amapá.

O estado que registrou a maior alta porcentual na comparação mensal foi Goiás, com elevação de 8,32% no preço do etanol hidratado. A queda mais expressiva foi verificada em Roraima (-7,41%).

O preço mínimo registrado na semana passada para o etanol em um posto foi de R$ 2,159 o litro, em São Paulo, e o menor preço médio estadual, de R$ 2,571, também foi registrado em São Paulo. O preço máximo individual, de R$ 4,859 o litro, foi verificado em um posto do Acre. O Rio Grande do Sul teve o maior preço médio, de R$ 3,991.