PUBLICIDADE
IPCA
1,16 Set.2021
Topo

Guedes: temos de mudar linguagem ambiental ou vamos sofrer

O ministro da Economia, Paulo Guedes, durante cerimônia no Palácio do Planalto - Wallace Martins/Futura Press/Estadão Conteúdo
O ministro da Economia, Paulo Guedes, durante cerimônia no Palácio do Planalto Imagem: Wallace Martins/Futura Press/Estadão Conteúdo

Aline Bronzati e Célia Froufe

São Paulo e Brasília

21/03/2021 21h37

O ministro da Economia, Paulo Guedes, chamou atenção para a necessidade de o governo Bolsonaro mudar a linguagem ambiental, do contrário, sofrerá as consequências. "O futuro é verde", disse ele, em live, com empresários, na noite deste domingo (21).

"A conversa não está boa. Estão nos julgando equivocadamente e não estamos sabendo colocar [o debate ambiental] no ângulo correto", disse.

Ele afirmou que o governo Bolsonaro colheu frutos de um tom errado no debate ambiental. "Entramos com um tom que foi ruim para nós, isso se somou à própria divulgação de quem perdeu as eleições aqui dentro", afirmou.

"Não dá para vender a ideia que de militares estão entrando e queimando a floresta", disse. "O Brasil está doente não só fisicamente, mas de alma por paixões políticas, perdendo a razoabilidade".

Guedes participou de live do Parlatório, organização sem fins lucrativos. Participaram do encontro virtual o ex-Secretário Nacional de Segurança Pública e ex-ministro-chefe da Secretaria de Governo da Presidência, General Santos Cruz, o médico Raul Cutait, a jurista Ellen Gracie, os empresários Abilio Diniz, Luiza Trajano, Jorge Gerdau, Flavio Rocha, o ex-ministro da Fazenda e atual diretor do Banco Safra, Joaquim Levy, além do também ex-ministro Luiz Furlan.

PUBLICIDADE