PUBLICIDADE
IPCA
1,25 Out.2021
Topo

Inflação também está alta nos EUA, México e China, diz presidente do BC

Roberto Campos Neto também lembrou que o consumo maior de bens na pandemia elevou preços no mundo - Adriano Machado/Reuters
Roberto Campos Neto também lembrou que o consumo maior de bens na pandemia elevou preços no mundo Imagem: Adriano Machado/Reuters

Brasília

12/11/2021 14h48Atualizada em 12/11/2021 18h54

O presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, destacou nesta sexta-feira, 12, que as notícias atuais mostram inflação disseminada em todo mundo, assim como problemas de falta de insumos. "Notícias mostram inflação alta nos EUA, no Brasil, no México, na China, com a inflação de produtos chinesa acima de 12%. Também mostram falta de suprimentos, metal e reorganização de cadeias produtivas."

Para explicar esse fenômeno, o presidente do BC lembrou que o consumo maior de bens na pandemia elevou preços, sendo que os países que mais fizeram transferências de renda tiveram esse fenômeno mais forte.

Além disso, Campos Neto destacou que a produção de bens necessita de mais energia. "Grande demanda por bens levou a grande aumento na demanda por energia."

Campos Neto ainda destacou que isso está relacionado com a transição para a economia verde e afirmou que o financiamento é crucial para resolver os problemas.

Transição para mundo mais sustentável

O presidente do Banco Central afirmou ainda que a transição para a economia mais verde será dura e, em alguns momentos, questionada. "Quando começar a bater nos preços de alimentos e energia, governos vão se questionar, como aconteceu agora na China", diz, referindo-se aos problemas de energia na China. "O risco de transição é muito grande", completou.

Nesse contexto, o presidente do BC considerou que o financiamento para a transição passa a ser muito mais importante. "Apesar de todos os esforços das agências, de 70% a 80% do financiamento vai ser privado. Para receber investimentos, empresas e países precisarão ter selo verde."

Campos Neto faz palestra sobre Sustentabilidade do Mundo Financeiro no Seminário Internacional "Agronegócio Sustentável no Brasil", promovido pelas Comissões de Relações Exteriores e Defesa Nacional do Senado Federal e da Câmara dos Deputados, em Lisboa.

PUBLICIDADE