PUBLICIDADE
IPCA
1,06 Abr.2022
Topo

Setor público tem superávit primário recorde de R$ 101,833 bi em janeiro, diz BC

Brasília

25/02/2022 10h11

O setor público consolidado (Governo Central, Estados, municípios e estatais, com exceção de Petrobras e Eletrobras) apresentou superávit primário recorde de R$ 101,833 bilhões em janeiro, informou nesta sexta-feira, 25, o Banco Central. Em dezembro, havia sido registrado superávit de R$ 123 milhões e, em janeiro de 2021, superávit de R$ 58,375 bilhões.

O resultado primário reflete a diferença entre receitas e despesas do setor público, antes do pagamento dos juros da dívida pública.

O desempenho de janeiro foi o melhor resultado para qualquer mês na série histórica do Banco Central iniciada em dezembro de 2001.

O superávit primário consolidado do mês passado ficou inclusive um pouco acima do teto do intervalo das estimativas de analistas do mercado financeiro ouvidos pelo Projeções Broadcast, que iam de superávit de R$ 52,50 bilhões a R$ 101,0 bilhões. A mediana estava positiva em R$ 82,0 bilhões.

Composição

O resultado fiscal de janeiro foi composto por um superávit de R$ 77,430 bilhões do Governo Central (Tesouro Nacional, Banco Central e INSS).

Os governos regionais (Estados e municípios) influenciaram o resultado positivamente com R$ 19,977 bilhões no mês.

Enquanto os Estados registraram um superávit de R$ 18,283 bilhões, os municípios tiveram resultado positivo de R$ 1,694 bilhões.

As empresas estatais registraram superávit primário de R$ 4,426 milhões.

Acumulado em 12 meses

As contas do setor público acumulam um superávit primário de R$ 108,186 bilhões em 12 meses até janeiro, o equivalente a 1,23% do Produto Interno Bruto (PIB), informou o Banco Central.

O superávit fiscal nos 12 meses encerrados em janeiro inclui o déficit de R$ 1,599 bilhão do Governo Central (0,02% do PIB).

Já os governos regionais apresentaram um superávit de R$ 102,899 bilhões (1,17% do PIB) em 12 meses até janeiro.

Enquanto os Estados registraram um superávit de R$ 83,377 bilhões, os municípios tiveram um saldo positivo de R$ 19,522 bilhões.

As empresas estatais registraram um resultado positivo de R$ 6,886 bilhões no período.