IPCA
0,42 Fev.2024
Topo

Alckmin diz estar confiante na aprovação do arcabouço e da reforma tributária

O vice-presidente Geraldo Alckmin durante reunião com a diretoria da Fiesp, na cidade de São Paulo - 16.jan.2023 - Tomzé Fonseca/Futura Press/Estadão Conteúdo
O vice-presidente Geraldo Alckmin durante reunião com a diretoria da Fiesp, na cidade de São Paulo Imagem: 16.jan.2023 - Tomzé Fonseca/Futura Press/Estadão Conteúdo

Daniel Tozzi Mendes e Italo Bertão Filho

São Paulo

14/04/2023 09h44

O presidente em exercício da República, Geraldo Alckmin, afirmou nesta sexta-feira (14) que está "confiante" com a aprovação do novo arcabouço fiscal e da proposta de reforma tributária no Congresso. Na avaliação de Alckmin, a proposta de nova regra fiscal apresentada pelo governo foi "muito inteligente" e será encaminhada nos próximos dias.

Para Alckmin, a proposta de novo arcabouço trata-se uma "reancoragem fiscal", baseada no controle da trajetória da dívida pública e em superávits primários "O Brasil não pode gastar mais do que arrecada, e precisa fazer uma curva de redução da dívida, ou seja, responsabilidade fiscal", afirmou ele, que concedeu entrevista à BandNews. "O novo arcabouço também vai trazer segurança para a redução da taxa de juros", complementou.

Sobre a reforma tributária, Alckmin afirmou que está otimista com a proposta porque os presidentes da Câmara e do Senado são favoráveis à proposta e que o presidente Lula é "um entusiasta" da reforma.

"A sociedade está madura. Há quantos anos discutimos reforma tributária? Todo mundo sabe que ela é necessária, é um dos entraves para um maior crescimento brasileiro. O Congresso vai debater bastante, mas acho que ela será aprovada", disse Alckmin.