IPCA
0,42 Fev.2024
Topo

Intenção de consumo sobe 3,1% em abril ante março, para maior nível desde março de 2020

Rio

19/04/2023 11h56

A Intenção de Consumo das Famílias (ICF), indicador calculado pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), avançou 3,1% em abril ante março, para 97,1 pontos, informou nesta quarta-feira, 19, a entidade. É o maior nível desde março de 2020. Na comparação com abril de 2021, houve alta de 23,7%.

Segundo a CNC, o alívio na inflação foi o principal motivo por trás do aumento do otimismo dos consumidores.

"Entre as causas do maior otimismo está a evolução da inflação, que surpreendeu positivamente em março. O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) anual alcançou 4,65%, abaixo do esperado pelo mercado e dentro do intervalo da meta de inflação do Banco Central, que é de 4,75%. Além disso, a inflação de serviços caiu, e o índice de difusão, que representa a quantidade de itens que tiveram aumento de preços, é o segundo menor desde agosto de 2020", diz a nota divulgada pela CNC.

O efeito do alívio da inflação condiz com o fato de que, entre os indicadores que compõem o ICF, o nível de consumo atual registrou a maior alta em abril, com 4,8% ante março. Embora esse componente ainda esteja "na zona negativa, com 81,4 pontos", o crescimento de abril ante março "foi o mais expressivo desde maio de 2018", diz a nota da CNC.

O componente "momento para duráveis" saltou 6,2% em abril, mas, segundo a CNC, esse salto "tem relação com a base de comparação muito baixa". O subíndice está em 55,8 pontos, bem abaixo dos demais componentes.

Parte do otimismo dos consumidores reage a melhorias no mercado de trabalho. O componente "emprego atual" registrou alta de 1,3% em abril ante março, para 124,4 pontos.

"A contínua geração de vagas formais e contratação de pessoas com menor nível de escolaridade pelo setor de serviços fez o índice alcançar o maior nível entre todos os indicadores da pesquisa", diz a nota da CNC.