Bradesco teve incremento de 8% a 9% nas renegociações por dia com Desenrola

O presidente do Bradesco, Octavio de Lazari Junior, afirmou que o Desenrola aumentou a demanda por renegociações dos clientes do banco. Mesmo sem impacto financeiro material, o executivo afirmou que o programa ajudou o Bradesco a chegar a clientes que antes renegociavam pouco.

"Tivemos um incremento de 8% a 9% nas renegociações diárias com o Desenrola", disse ele nesta sexta-feira, 4, durante teleconferência com analistas para comentar os resultados do banco no segundo trimestre, divulgados na quinta-feira, 3.

Lazari afirmou que os créditos atingidos pelo programa movem poucos ponteiros no resultado do banco porque os valores são baixos, e em muitos casos, as operações já estavam baixadas a prejuízo. Ou seja, não estavam mais no balanço do Bradesco, na prática.

O executivo afirmou ainda que a nova regulação do Banco Central sobre o cálculo do risco, implementada a partir de 1º de julho, deve ter impacto positivo de 0,2 a 0,3 ponto porcentual no índice de Basileia do Bradesco.