Governo canadense vai revisar proposta de fusão entre Bunge e Viterra, diz ministro

O governo do Canadá vai revisar a proposta de fusão da multinacional Bunge com a trading agrícola Viterra, segundo o ministro de Transportes Pablo Rodriguez. A revisão deve ocorrer para garantir uma "competição justa" nos portos do país, uma vez que as duas empresas têm interesses de propriedade em terminais portuários canadenses.

"A competição saudável no setor de transporte é necessária para garantir preços justos e acesso para os usuários, especialmente para os agricultores canadenses", escreveu ele.

Ainda em nota, Rodriguez ressaltou que a proposta será revisada de acordo com as disposições de fusões e aquisições da Lei de Transporte do país, "dado que essa transação é de significativo interesse nacional no setor de transporte do Canadá e na cadeia de abastecimento".

Além disso, o governo canadense pretende lançar uma avaliação de interesse público, com consultas aos portos, indústria marítima, stakeholders, outros departamentos do governo e aos canadenses, disse o ministro.

O ministério deve concluir a avaliação em até 250 dias, ou até 2 de junho de 2024.