Volta da Petrobras a mercado de fertilizantes depende de uma política de Estado, diz Prates

O presidente da Petrobras, Jean Paul Prates, afirmou no período da noite da segunda-feira, 2, que "faz sentido" do ponto de vista de estratégia para a estatal voltar ao mercado de fertilizantes, mas o movimento dependeria de uma política de Estado que garantisse a viabilidade econômica do empreendimento.

"Dentro da estratégia de verticalização e biorrefino, voltar para o negócio de fertilizantes faz sentido. Mas hoje esse produto entra importado no mercado com um preço baratíssimo", disse Prates, durante entrevista ao programa Roda Viva, da TV Cultura.

Segundo o executivo, países estrangeiros possuem maiores vantagens comerciais na comparação com o Brasil em função de um cenário de maior oferta de gás, além de preços mais baixos para o combustível, que é um insumo altamente importante para a produção de fertilizantes.