BB oferece crédito subvencionado pelo governo a atingidos por chuvas no RS

O Banco do Brasil começou a receber, desde 23 de outubro, pedidos de crédito amparados na Medida Provisória 1.189, editada pelo governo federal para dar apoio aos produtores rurais atingidos pelos eventos climáticos no Rio Grande do Sul. Essa e outras medidas do governo dão subvenção econômica a financiamentos para investimento tomados por agricultores familiares que tiveram perdas materiais após as chuvas que atingiram diversos municípios gaúchos.

As linhas têm desconto de 15%, limitado a R$ 30.000 por produtor. Para pedir o rebate, é necessário apresentar um laudo emitido por profissional habilitado que comprove perdas de pelo menos 30% em decorrência das chuvas. A apresentação tem de ser feita junto com a da proposta de crédito.

Os créditos podem ser contratados através do Pronaf Mais Alimentos, principalmente, e são destinados à renovação ou aquisição de máquinas, animais e construções. De acordo com o BB, as taxas variam de 4% a 6% ao ano, e o prazo de pagamento é de até dez anos, com carência de três.

O vice-presidente de agronegócios e agricultura familiar do BB, Luiz Gustavo Lage, afirma que o banco monitora todas as necessidades dos produtores rurais. "Por isso mesmo, fomos protagonistas na disponibilização dos benefícios da Medida Provisória 1.189 e do decreto e portarias do Governo Federal, mobilizando nossas equipes e implementando, com agilidade, as condições especiais de crédito que farão diferença na vida dos produtores nesse momento difícil e de reconstrução", diz ele em nota.

Há ainda recursos do Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (Pronampe) subvencionados pela MP, sendo que dos R$ 50 milhões direcionados ao BB, R$ 33 milhões foram utilizados nas primeiras horas de contratação, afirma o banco, que começou a oferta hoje.

"Para atendimento da população afetada pelos eventos climáticos, o BB priorizou o desenvolvimento das novas linhas", afirma o diretor de governo do banco, Euler Mathias.

O banco também continua oferecendo linhas ligadas ao Plano Safra 2023/2024, para diversas finalidades. Além disso, monitora as condições de todas as culturas do País para oferecer as soluções aos agricultores, inclusive em casos de pedidos de indenização no seguro rural da BB Seguros.

No Rio Grande do Sul, o BB também tem oferecido prorrogações e renovações de limites, renegociação de dívidas e condições especiais para micro e pequenas empresas. Através da Fundação BB, destinou cerca de R$ 1,5 milhão em ajuda humanitária ao Estado.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes