Alckmin sobre meta fiscal: Vamos aguardar, não há ainda uma definição sobre isso

O vice-presidente e ministro do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços (Mdic), Geraldo Alckmin, disse nesta segunda-feira, 6, que o governo ainda não tem uma definição sobre o futuro da meta fiscal do orçamento do próximo ano, estabelecida hoje em déficit zero. Alckmin foi questionado sobre sua avaliação em torno da mudança da meta, mas respondeu que era necessário "aguardar". "Vamos aguardar, não há ainda uma definição sobre isso", se limitou a dizer o vice-presidente à imprensa.

Como antecipou o Broadcast (sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado), o ministro da Fazenda, Fernando Haddad, ainda tenta convencer o governo a não alterar o alvo para o resultado primário de 2024 neste ano. A avaliação feita pela equipe econômica é de que existe um espaço temporal para perseguir o alvo ao menos até março, quando sai o primeiro Relatório de Avaliação de Receitas e Despesas Primárias do próximo ano.

A intenção de Haddad foi confirmada hoje pelo presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), que afirmou que o chefe da equipe econômica deve continuar perseguindo o déficit zero nas contas públicas no ano que vem. "O ministro Haddad ratificou, em reunião conosco e publicamente, que vai continuar perseguindo o déficit zero", disse Lira, em evento do BTG Pactual, em São Paulo, mais cedo.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes