A menos que ocorra choque ou surpresa, não haverá alta de juros, diz membro do BCE

Membro do conselho do Banco Central Europeu (BCE), François Villeroy de Galhau afirmou nesta quinta-feira, 9, que, exceto se houver um "choque" ou uma "surpresa", a instituição não elevará mais os juros. Durante entrevista à Radio Classique, ele reafirmou o compromisso de levar a inflação na zona do euro à meta de 2%, mas lembrou a projeção de que isso deve ocorrer apenas em 2025.

A inflação na zona do euro já atingiu o pico, disse. Villeroy de Galhau comentou que deve haver alguma volatilidade nessa trajetória, mas garantiu que a tendência na inflação é "claramente para baixo".

Questionado sobre a economia da França, ele disse que não há expectativa de recessão, mas apenas de desaceleração.

Para 2024, a previsão é que o Produto Interno Bruto (PIB) do país cresça 0,9%.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes