Grandes techs nos EUA assumiram compromissos sobre segurança em IA, diz Biden

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, disse na abertura da última reunião dos chefes de Estado dos países membros da Cooperação Econômica Ásia-Pacífico (Apec, na sigla em inglês) que companhias norte-americanas anunciaram recentemente US$ 500 bilhões de investimentos na região que envolve a Ásia-Pacífico.

"Queremos que países da Apec tenham economias com crescimento mais inclusivo", destacou Biden, ressaltando que serão dedicados US$ 900 milhões numa iniciativa para avançar a participação de mulheres em projetos de economia sustentável.

O presidente dos EUA também destacou que as 21 nações que formam a Apec vão ampliar o foco em crescimento com interconexão e tecnologia, pois esta área apresentará avanços nos próximos 10 anos que serão maiores do que os registrados nas últimas 3 décadas. E ele citou como exemplo o rápido uso da inteligência artificial pelo mundo.

"Grandes empresas de tecnologia nos EUA assumiram compromissos sobre segurança em IA, inclusive para reduzir no seu uso viés e discriminação", destacou Joe Biden. Ele também ponderou que tais companhias desenvolverão uma espécie de marca d'água para indicar conteúdo gerado por IA. Ele apontou que sua administração quer um mecanismo "para evitar uso de IA por empregador para explorar trabalhadores."

De acordo com Biden, a tecnologia deve ser utilizada para gerar boas oportunidades às nações da região Ásia-Pacífico e destacou que os "EUA têm compromisso inabalável" com elas.

O presidente norte-americano transferiu oficialmente a presidência da Apec à presidenta do Peru, Dina Boluarte, país onde ocorrerá a reunião da Cooperação Econômica Ásia-Pacífico em 2024.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes