Enfraquecimento da demanda por crédito está muito pequeno, diz presidente do BoE

O presidente do Banco da Inglaterra (BoE, na sigla em inglês), Andrew Bailey, afirmou que o enfraquecimento da demanda por crédito no Reino Unido "está muito pequena", reforçando que manter o atual nível restritivo é necessário para baixar a inflação. Vice-presidente do BoE, Dave Ramsden complementou que consumidores e empresas têm sido mais resilientes do que esperado. Ambos os comentários ocorreram em audiência no Comitê do Tesouro do Parlamento britânico.

Bailey defendeu que o banco central atua com base em dados e em projeções futuras, mas mantendo postura cautelosa. "Vemos enfraquecimento da demanda, mas também da oferta e em um cenário com mercado de trabalho ainda apertado", ponderou, apontando que estes fatores e o nível elevado da inflação de serviços devem ser considerados nas decisões monetárias.

A dirigente do BoE Catherine Mann destacou que o banco central considera diferentes tipos de serviços - hospitalidade, turismo, entre outros - e suas respectivas dinâmicas de preço. "Contudo, em várias categorias existe uma inércia nos efeitos da política monetária", comentou. "Inflação de serviços precisa voltar aos 3% e a de bens precisa cair a 0% ou a -0,1%, provocando uma deflação, para voltarmos o índice cheio a 2%."

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes