É cedo para discutir cortes nas taxas de juros, afirma dirigente do BCE

O vice-presidente do Banco Central Europeu (BCE), Luis de Guindos, disse nesta quarta-feira, 22, que ainda é cedo para discutir cortes nas taxas de juros da autoridade monetária, visto que ainda é preciso analisar a maneira como a inflação vai se comportar nos próximos meses.

Em entrevista à Bloomberg TV, Guindos avaliou que os mercados estão "um pouco otimistas" com a possibilidade de cortes prematuros nas taxas.

Destacou, porém, que o BCE tem sido transparente em sua comunicação, ao afirmar que a autoridade ainda espera novos dados para definir se a inflação está realmente em uma trajetória descendente.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes