Bolsas da Ásia fecham em alta, mas quadro é misto na China depois de PMI

Por Gabriel Bueno da Costa*

São Paulo, 30/11/2023 - Os mercados acionários da Ásia tiveram pregão em geral positivo, nesta quinta-feira. Na China, a Bolsa de Xangai subiu, mas Shenzhen recuou, em meio a avaliações sobre o índice de gerentes de compras (PMI, na sigla em inglês) do país. Em Tóquio, o quadro foi mais positivo, com expectativa antes de dados importantes hoje nos Estados Unidos, sobretudo o índice de preços de gastos com consumo (PCE).

A Bolsa de Xangai fechou em alta de 0,26%, em 3.029,67 pontos, e a de Shenzhen, de menor abrangência, caiu 0,35%, a 1.970,11 pontos. O PMI da indústria da China recuou de 59,5 em outubro a 49,4 em novembro, na leitura oficial, quando analistas ouvidos pela FactSet previam 49,7. O PMI de serviços caiu de 50,6 em outubro a 50,2 em novembro, quando se esperava 51,0, neste caso. Entre ações em foco, montadoras puxaram as baixas, com BYD em queda de 1,4% e Great Wall Motor, de 1,6%. Já papéis de empresas de telecomunicações e ligadas a serviços aos consumidores se saíram bem. China Mobile subiu 2,8% e Shanghai Jinjiang International Hotels, 6,4%.

Na Bolsa de Tóquio, o índice Nikkei fechou em alta de 0,50%, em 33.486,89 pontos, encerrando na máxima do dia. Entre os melhores desempenhos, a ação da Advantest subiu 4,3%, NEC avançou 3,9% e Makita, 3,6%.

Em Hong Kong, o índice Hang Seng teve ganho de 0,29%, a 17.042,88 pontos. Em Taiwan, o Taiex subiu 0,36%, para 17.433,85 pontos.

Na Bolsa de Seul, o índice Kospi subiu 0,61%, a 2.535,29 pontos, com fechamento na máxima diária. A praça sul-coreana chegou a cair em parte do dia, mas ganhou impulso, apoiada por ações ligadas a baterias, semicondutores e transporte marítimo de cargas. Na agenda local, o Banco Central da Coreia manteve os juros, mesmo que tenha elevado projeções para inflação neste ano e no próximo.

Na Oceania, o S&P/ASX 200 fechou com ganho de 0,74%, a 7,087,30 pontos. Ações dos setores financeiro, de tecnologia e da indústria estiveram entre os ganhos, o que compensou perdas em concessionárias. Macquarie subiu 2,1% e as seguradoras se saíram bem, com Suncorp e IAG em altas de 2,5% e 3,1%, respectivamente.

Contato: gabriel.costa@estadao.com

* Com informações da Dow Jones Newswires

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes