Sindicato dos Funcionários do BC convoca paralisação de 24h para o dia 13/12

O Sindicato Nacional dos Funcionários do Banco Central convocou uma paralisação de 24 horas para começar a discutir a entrega de cargos comissionados e a indicação de greve por tempo indeterminado. O ato terá início a partir das 14h30 da próxima quarta-feira, 13.

Dentre os pleitos da categoria, estão a criação de uma retribuição por produtividade institucional, reajuste nas tabelas remuneratórias, exigência de nível superior para cargo técnico, mudança do nome do cargo de analista para auditor.

Em nota, o Sinal informou que o movimento começou em julho e sua radicalização reflete a indignação da categoria quanto ao tratamento assimétrico que vem recebendo do governo, que foi resumido no fracasso da reunião do último dia 05. "Na ocasião, o encontro foi marcado pelo endurecimento do Executivo mesmo em relação às demandas não-salariais dos servidores do BC, sem impacto no orçamento federal".

Atualmente, os funcionários da instituição trabalham no sistema de "operação padrão", com 70% de adesão, prejudicando a continuidade e a implementação de projetos importantes como a nova moeda digital Drex e o Pix parcelado.

O sindicato disse, ainda, que essa inflexibilidade está produzindo mais uma fissura na relação do governo com o funcionalismo "e levando-o a enfrentar outra paralisação em um órgão de Estado importante para a economia, como o Banco Central, além dos prejuízos que já vem colhendo com a greve dos auditores fiscais da Receita Federal".

A entidade destaca, ainda, que essa conjunção de greves demonstra a insatisfação generalizada dos servidores com as políticas do governo para o funcionalismo.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes