Combate à inflação segue no foco e não acabou, mas houve progressos, diz dirigente do Fed

O presidente do Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano) de Richmond, Tom Barkin, reiterou nesta terça-feira, 19, que a inflação continua sendo o foco da autoridade monetária e que o processo de estabilização dos preços ainda não terminou, mas reconheceu os progressos recentes nessa área.

Em entrevista ao Yahoo Finance, o dirigente ressaltou que enxerga a inflação "um pouco mais teimosa" do que os colegas do Comitê Federal de Mercado Aberto (FOMC, na sigla em inglês), embora espere um maior arrefecimento dos números nos próximos meses.

Barkin, que votará nas próximas reuniões do FOMC, evitou estabelecer um "forward guidance" explícito sobre se apoiará cortes de juros à frente.

"Se a inflação cair rapidamente, claro que responderemos apropriadamente", afirmou ele, que considera o Fed "bem posicionado" em um quadro de inflação a 3% e taxa de desemprego a 3,7%.

Para o dirigente, os dados mais recentes sugerem uma normalização de demanda e oferta e há sinais de enfraquecimento em alguns setores.

Na visão dele, os progressos inflacionários permitem um equilíbrio maior em relação ao mandato duplo de estabilidade de preços e pleno emprego.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes