Aprovações para hipotecas na compra de casas crescem no Reino Unido em novembro

O Banco da Inglaterra (BoE, na sigla em inglês) afirma que houve um crescimento em novembro de 2023 nas aprovações para financiamento imobiliário para a compra de residências no Reino Unido em novembro. Houve avanço nesse componente de 47.900 em outubro a 50.100 em novembro. A taxa de juros efetiva paga pelos mutuários também subiu na mesma comparação, de 5,25% em outubro a 5,34% em novembro.

As informações estão no relatório de crédito, divulgado nesta quinta-feira, 4, pelo BoE.

O crescimento nos empréstimos brutos para hipotecas foi de 15,9 bilhões de libras em outubro a 16,6 bilhões de libras em novembro.

Já os pagamentos brutos caíram de 17,2 bilhões de libras em outubro a 15,6 bilhões de libras. As aprovações líquidas de novas compras de residências, um indicativo para futuros empréstimos, subiram de 47.900 em outubro a 50.100 em novembro.

O documento também registra que o crédito líquido aos consumidores do país ficou em 2,0 bilhões de libras em novembro. Trata-se de um crescimento, ante o 1,4 bilhão de libras visto em outubro.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes