Ouro fecha em alta, acompanhando perspectivas para o Fed e aguardando payroll

O contrato mais líquido do ouro fechou em alta nesta quinta-feira, 4, em sessão atenta às perspectivas para a política monetária do Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano). A divulgação da ata da reunião de dezembro da autoridade deu forças ao metal, que seguiu avançando nesta quinta após as leituras de dados de emprego nos Estados Unidos.

Na sexta-feira, a divulgação do payroll (relatório de emprego) norte-americano do último mês é aguarda como um dos grandes catalisadores para os preços na semana.

Na Comex, divisão para metais da New York Mercantile Exchange (Nymex), o ouro com entrega prevista para fevereiro fechou em alta de 0,35%, a US$ 2.050,00 por onça-troy.

Os preços do ouro subiram após a divulgação da ata do Fed, mesmo quando os preços de mercado para um corte nas taxas em março diminuíram em linha com um tom mais agressivo, avalia o TD Securities. No futuro iminente, uma quebra abaixo da marca de US$ 2.035 a onça-troy ainda pode desencadear atividades de venda de algoritmos em larga escala, potencialmente criando uma oportunidade para vantagens táticas, avalia.

O número de pedidos de auxílio-desemprego nos EUA caiu 18 mil na semana encerrada em 30 de dezembro, a 202 mil. Foi uma queda mais acentuada do que a esperada, a 216 mil.

Segundo a Oxford Economics, esse é o nível mais baixo desde meados de outubro de 2023.

Para a consultoria, a leitura mostra o mercado de trabalho se afrouxando, mas não desmoronando, e ainda caracterizado por poucas demissões.

Já o relatório ADP mostrou criação de emprego no setor privado bem maior que o esperado. Foram 164 mil novas vagas em dezembro, contra expectativa de 125 mil.

A economia dos Estados Unidos gerou 175 mil empregos em dezembro de 2023, segundo a mediana das previsões dos 25 analistas consultados pelo Projeções Broadcast. Caso se confirme, o resultado representará uma desaceleração, após as 199 mil vagas criadas em novembro.

O relatório oficial de empregos será publicado nesta sexta-feira, às 10h30 (de Brasília). Pelas estimativas, a taxa de desemprego deve ter leve alta, dos 3,7% vistos em novembro a 3,8%.

Já o salário médio por hora exibiria pequena perda de fôlego, com alta mensal projetada em dezembro de 0,3% (de 0,35% visto em novembro ante outubro) e avanço de 3,9% na comparação anual (de 3,96% em novembro).

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes