Fiergs diz que acompanhará de perto execução prática e detalhes de plano Nova Indústria Brasil

A Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Sul (Fiergs) diz que estudará os detalhes do plano Nova Indústria Brasil, anunciado nesta segunda-feira, 22, pelo governo federal, para propor ajustes e fazer sugestões. De acordo com o presidente da entidade, Gilberto Porcello Petry, é preciso que os meios para atingir os objetivos propostos pelo plano sejam conduzidos com muito cuidado, para evitar erros cometidos no passado. "Como vice-presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI), estarei no acompanhamento da execução prática das medidas de Política Industrial do governo", afirma..

Para ele, os objetivos do plano estão corretos e em sintonia com o trabalho realizado pelo Grupo de Política Industrial da entidade. "É importante que as autoridades máximas do País tenham reconhecido o papel da indústria como o setor básico para o desenvolvimento nacional", diz.

Segundo Petry, a Fiergs vem posicionando a "centralidade" da indústria no crescimento brasileiro, pois a agricultura de precisão, por exemplo, se consolidou por meio de máquinas e equipamentos fabricados pelo setor, assim como não existiria o comércio virtual sem a indústria da tecnologia de informação. "Portanto, estamos na base de qualquer processo de desenvolvimento efetivo e bem planejado", afirma.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes