'Se tem fraude, tem de punir', diz relatora do Perse

A relatora do Programa Emergencial de Retomada do Setor de Eventos (Perse) na Câmara, deputada Renata Abreu, presidente do Podemos (SP), afirmou que possíveis fraudes no programa não justificam a paralisação do benefício. De acordo com a deputada, é possível redesenhar o Perse, mas é preciso diálogo com o Congresso.

"Se existe fraude, ela precisa ser combatida e essas pessoas precisam ser penalizadas, mas nós não podemos justificar que, para combater as fraudes, nós iremos matar a classe trabalhadora desse setor, os empresários que se endividaram e fizeram investimentos", declarou a deputada.

O Perse, revogado pela medida provisória da reoneração da folha de pagamentos, está na mira do governo por suspeita de fraudes - incluindo lavagem de dinheiro, segundo o ministro da Fazenda, Fernando Haddad.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.