Abilio era exemplo de ponderação e moderação que o Brasil precisa muito, afirma Temer

Além de empresários, políticos e banqueiros também compareceram ao velório de Abilio Diniz no período da tarde desta segunda-feira, 19, no MorumBis. O ex-presidente da República Michel Temer diz ter pedido aplausos para o empresário. "Hoje pela manhã, presidia uma reunião na qual estava presente o vice-presidente, Geraldo Alckmin, e eu pedi na verdade, não um minuto de silêncio, mas um aplauso, que foi muito caloroso", disse Temer. "Ele revelava a grandeza do Abilio Diniz. Senti, além da tristeza, a homenagem extraordinária que se fez a ele."

Segundo ele, Abilio foi seu amigo "em vários instantes, na nacionalidade brasileira, na política brasileira e das disputas empresariais do Brasil".

"Fará uma falta extraordinária pela sensatez, pelo equilíbrio, pela ponderação e moderação", disse Temer. "É o que o Brasil precisa muito."

Segundo ele, o empresário o visitou várias vezes. "Ele falava muito bem do meu governo e eu era muito grato."

O ex-presidente estava acompanhado do governador do Pará, Helder Barbalho (MDB). Barbalho também lamentou a perda e disse que Abilio vai deixar um legado para as próximas gerações, por ter acreditado no País e conseguido "através de seu olhar, vigor e sentimento visionário investir para que o Brasil possa dar certo".

O presidente do J.Safra Investment Banking, José Olympio Pereira, também prestou sua homenagem. "Abilio foi referência e exemplo em inúmeras dimensões, como empresário, como pai de família, como amigo e alguém que dá a volta por cima e tem resiliência", disse. "Ele foi um grande exemplo para todos nós e vai deixar muitas saudades, mas a memória e a contribuição dele não vão se apagar nunca."