Pastore foi incansável estudioso das políticas econômicas, diz Sefaz-SP

A Secretaria da Fazenda e Planejamento do Estado de São Paulo (Sefaz-SP) lamentou, em nota, a morte de Affonso Celso Pastore. O economista ocupou o cargo de secretário da Fazenda paulista de 1979 a 1983.

"O secretário Samuel Kinoshita e o corpo de servidores da Sefaz-SP estendem suas condolências à família desse incansável estudioso das políticas econômicas que tanto se dedicou pelo País", disse a Secretaria da Fazenda, acrescentando que Pastore era "um dos economistas mais renomados" do Brasil.