AT&T diz que interrupção em rede de telefonia celular nos EUA não foi ataque cibernético

A AT&T disse que a interrupção de uma hora em sua rede de telefonia celular nos Estados Unidos na quinta-feira, 22, parecia ser o resultado de um erro técnico, não de um ataque cibernético. A interrupção impediu o serviço de telefonia celular para milhares de usuários nos EUA.

A empresa atribuiu o incidente a um erro de codificação, sem dar mais detalhes. "Com base em nossa análise inicial, acreditamos que a interrupção foi causada pela aplicação e execução de um processo incorreto usado enquanto expandíamos nossa rede, e não por um ataque cibernético", disse a empresa com sede em Dallas.

O rastreador de interrupções Downdetector observou que as interrupções atingiram um pico de cerca de 73 mil incidentes relatados.

A operadora é a maior do país, com mais de 240 milhões de assinantes.

A Comissão Federal de Comunicações contatou a AT&T sobre a interrupção e o Departamento de Segurança Interna e o FBI também estavam investigando o assunto, disse o porta-voz do Conselho de Segurança Nacional, John Kirby. Fonte: Dow Jones Newswires