Inglaterra demonstrou interesse em doar para projeto de proteção cambial, diz Goldfajn

O presidente do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), Ilan Goldfajn, disse que o governo da Inglaterra já demonstrou em interesse em ser um dos doadores para o Programa de Mobilização de Capital Privado Externo e Proteção Cambial, o Eco Invest Brasil, anunciado nesta segunda-feira, 26, pelo governo. O BID deverá utilizar os recursos para trazer especialistas para o projeto, segundo Ilan.

Em entrevista ao programa Roda Viva, da TV Cultura, o presidente do BID afirmou que deseja trazer a América Latina para o centro do mundo e que o pedido de países desenvolvidos é que a região consiga manter uma estabilidade regulatória e política. "Uma reforma que queremos propor para BCs é entrar em projetos conjuntamente", destacou.

Ilan também falou sobre sua candidatura para a presidência do BID, que foi formalizada com a indicação do então ministro da Economia, Paulo Guedes. Tanto o governo de Jair Bolsonaro (PL) quanto o do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) concordaram com sua nomeação. "Nesse mundo polarizado, minha candidatura foi a única não polarizada. Os dois concordaram com minha candidatura. Um foi o que teve que nomear e o outro, aceitar."