Campos Neto reitera avaliação de que o PIB potencial aumentou

O presidente do Banco Central (BC), Roberto Campos Neto, reiterou nesta sexta-feira, 5, a avaliação de que o Produto Interno Bruto (PIB) potencial aumentou. Segundo ele, "evidências anedóticas" indicam que a capacidade de crescimento da economia subiu "um pouquinho", na esteira não apenas das reformas realizadas nos últimos anos, mas também da facilitação das transações financeiras permitida pelo Pix.

"Não temos estudos que correlacionem intermediação financeira com PIB potencial, mas sabemos que uma coisa está ligada à outra", disse o presidente do BC, ao ser questionado, em seminário do Lide, sobre o impacto do Pix no potencial de crescimento da economia.

Ao elencar possíveis impulsionadores do PIB potencial, ele citou a diminuição nos prazos de abertura de empresas, a flexibilidade nas contratações após a reforma trabalhista, e o Pix, que, observou, estimulou a criação de negócios.

"São exemplos que nos levam a crer que o PIB potencial tem melhorado", afirmou Campos Neto. "Temos a percepção de que o PIB potencial subiu um pouquinho", reforçou o presidente do BC.