Ibovespa sobe pouco, puxado por Vale e à espera de dados relevantes da semana

O Ibovespa opera em leve alta, beneficiado pelo clima de menor aversão ao risco no exterior e pelo avanço das ações da Vale após a companhia propor um pagamento de R$ 127 bilhões, considerando obrigações passadas e futuras, para liquidar de vez as obrigações previstas em demanda judicial relacionada ao rompimento da barragem da Samarco em Mariana (MG).

O avanço do índice, no entanto, era limitado pela queda nos preços de commodities, a cautela do mercado antes da divulgação de dados sobre a produção e as vendas da Petrobras, previstos para hoje à noite, e o anúncio do pedido de recuperação judicial das Casas Bahia.

Além disso, a agenda carregada de indicadores e eventos relevantes nos próximos dias ajuda a manter os investidores mais reticentes em assumir grandes posições.

Entre os destaques dos próximos dias, estão a decisão de política monetária do Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano) - que será divulgada na quarta-feira, feriado no Brasil - e o relatório sobre o mercado de trabalho americano, o chamado payroll, na sexta-feira.

No Brasil, os dados divulgados mais cedo apontam retomada da inflação medida pelo IGP-M em abril, após queda nos preços observada em março, e perda da confiança do setor de serviços, embora no comércio a situação siga melhorando.

Por volta das 11h15, o Ibovespa subia 0,15%, a 126.721 pontos. A Vale subia 0,57% e contribuía com 0,07 ponto porcentual para a variação do índice.