Semana que vem vamos nos reunir com municípios para negociações sobre desoneração, diz Haddad

Por causa da calamidade no Rio Grande do Sul, houve um pedido de adiamento por parte de alguns representantes de municípios, mas o ministro da Fazenda, Fernando Haddad, informou que haverá uma reunião com esses atores para negociar a questão da desoneração da folha de pagamentos.

Após a intervenção do Supremo Tribunal Federal (STF) sobre o tema, a Confederação Nacional dos Municípios (CNM) apresentou uma nota de repúdio contrária à "judicialização da desoneração. A entidade prometeu atuar na Suprema Corte para garantir o benefício estimado em R$ 11 bilhões por ano para esses entes subfederativos.

"Temos preocupação com isso, mas queremos nos sentar e negociar, como sempre fizemos", afirmou Haddad durante o programa Bom Dia Ministro, da EBC. Ele voltou a criticar a falta de atuação dos interessados no passado, alegando que nunca houve uma tentativa de negociação para tratar desse assunto com o ministério da Fazenda.

Agora, conforme o ministro, o CNM entregou "duas ou três propostas que fazem sentido". Para Haddad, os textos são uma boa base para negociação. "Certeza que vamos chegar a um denominador comum", previu.